artista comunicador




Review: Fight Until The End EP

categoria : Cairo Braga, Música nov 22nd, 2009

Finalmente está aqui a tão esperada e prometida review do EP de estréia do duo audiovisual paulistano Electrotech Disco: Fight Until The End EP. Do jeito que eu gosto de fazer: faixa a faixa.

Majoritariamente guiado por baixos gordos e presentes, sons distorcidos e batidas poderosas, esse debut do ED levanta grandes expectativas sobre o que esses dois vão aprontar no futuro. Rodeados por influências que passam pela soul music, house, electro e rock, Vitor Vizz e Marco Matheus fazem uma estréia ótima naquele que o Let’s Glow chamou de melhor EP de 2009.

Electrotech Disco - Fight Until The End EP

1. A View From Above

Praticamente discopunk, a faixa que abre o EP diz bem ao que vem o ED: pra fazer você dançar com baixos pulsantes, batidas fortes e influências house/roqueiras. Instrumental, a faixa explora seus elementos sem cair na chatisse por um segundo sequer e fazendo uso de um breakdown que ecoa os momentos mais viajantes do Daft Punk, uma das mais patentes referências do duo. Guiada por uma “guitarra” poderosa e um baixo rebolativo, a faixa é intensa e seu final reafirma sua identidade roqueira para um término seco e certeiro. Ótimo começo.

2. Motown Beats

Na primeira faixa vocal do EP, o vocalista convidado Thiago Hard (da incrível banda sancarlense Aeromoças & Tenistas Russas) explica que não basta ter estilo, tem que ter alma. Aqui, o rock é o estilo e as motown beats do título somadas ao baixo suingado e os vocais quasi-black são a alma. Pavimentada por distorções viajantes que chegam a soar oitentistas, a faixa mostra que uma fusão de estilos pode soar refrescante e respeitosa às suas referências ao mesmo tempo. Mostra também que os meninos do ED tem um ouvido ótimo.

3. Fight Until The End

A faixa que dá título ao EP é um acerto gigantesco em vários níveis. Além de ser a faixa-título e estar no centro da obra, ela foi o single escolhido para ganhar um videoclipe tão bom quanto a própria faixa. Aqui o duo (com a ajuda de seus convidados) mostra que também sabe ser pop numa mistura de house music e electro com uma batida forte de espírito roqueiro, apesar de ser a faixa menos roqueira do disco. Com cara de hit, essa faixa é viciante, dançante e está pronta pras rádios e pistas dedicadas à diversão. Enquanto seu refrão cantado por vozes infantis deixa clara a referência ao hit maior do Justice, os versos entoados num tom quase sussurrado deixam claro que você vai ter que lutar até o fim pra não dançar. Já entrou nos meus sets e é a minha favorita do EP.

4. The Big Mob

Mais uma faixa instrumental e mais eletrônica que o resto do EP, essa faixa de guerrilha transmite bem a mensagem de seu título, chegando a soar industrial e bizarra em alguns momentos. Ela prova, mais uma vez, que os meninos do ED sabem muito bem o que fazer com suas influências.

5. Crystal Shaped Flower

Talvez não tanto quanto o seu título (que soa como uma imagem típica de psicodelia), essa faixa soa viajante e electro ao mesmo tempo. Ao mesmo tempo que temos uma batida violenta, synths formam toda uma ambiência fantasiosa e lisérgica como se o movimento flower power tivesse nascido nas pistas de dança electrohouse dos anos 2000. Ela fecha muito bem o EP, deixando uma sensação de que existe um gancho para o que vem a seguir. E o que vem a seguir promete ser igualmente bom.

Para saber mais sobre o duo e baixar gratuitamente o EP, acesse o MySpace oficial da ED.

[MYSPACE] Electrotech Disco
[YOUTUBE] Electrotech Disco Audiovisual Music Project
[MYSPACE] Aeromoças & Tenistas Russas

COMPARTILHE :

(4) comments

Olha gostei deste artigo. Show este site

Olha gostei deste artigo. Show este site

D.
8 anos ago · Responder

Cairo!

Concordo plenamente com suas observações!
Venho acompanhado o trabalho da dupla faz um tempo e cada nova
postagem de clipes e faixas me surpreendo com o talento!
O duo audiovisual paulistano Electrotech Disco chegou com força!
Músicas bem elaboradas e com referências fantásticas.
A minha preferida é a Crystal Shaped Flower, mas TODAS são divertidas e
dançantes…

Não vejo a hora de ouvir nas baladas maximalistas que frequento na noite
paulistana.

E claro, não poderia de deixar de comentar sobre os clipes que são
sensacionais e inovadores! Todos são engraçadíssimos e possuem críticas
sobre a vida cotidiana de maneira sutíl, o que remete muito a pegada urbana
da dupla!

Parabéns a todos….

Um abraço.

D.
8 anos ago · Responder

Cairo!

Concordo plenamente com suas observações!
Venho acompanhado o trabalho da dupla faz um tempo e cada nova
postagem de clipes e faixas me surpreendo com o talento!
O duo audiovisual paulistano Electrotech Disco chegou com força!
Músicas bem elaboradas e com referências fantásticas.
A minha preferida é a Crystal Shaped Flower, mas TODAS são divertidas e
dançantes…

Não vejo a hora de ouvir nas baladas maximalistas que frequento na noite
paulistana.

E claro, não poderia de deixar de comentar sobre os clipes que são
sensacionais e inovadores! Todos são engraçadíssimos e possuem críticas
sobre a vida cotidiana de maneira sutíl, o que remete muito a pegada urbana
da dupla!

Parabéns a todos….

Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *